Dicas para eu falar bem

Certo dia, estava me dirigindo para o escritório, quando fui parada por uma aluna chamada Vanessa. Cumprimentei-a, e ela proferiu alguns elogios às minhas aulas e aos meus métodos, porém questionou: “ – Professora, eu até gosto de suas aulas, mas o que faço para mim aprender português? Eu acho essa língua tão difícil”. Meus ouvidos se sentiram um pouco incomodados pelo escorregão cometido por minha aluna e por tantos outros brasileiros ao utilizar a Língua Portuguesa.

Ocorre que é um erro extremamente comum, que, por conta da sua ocorrência excessiva, daqui a alguns dias, as gramáticas deverão colocar, junto à regra, uma nota explicativa dizendo:

REGRA: “ Os pronomes pessoais do caso reto EU e TU deverão ser empregados sempre como SUJEITOS; enquanto que os pronomes oblíquos MIM e TI, corriqueiramente, serão empregados como OBJETOS. Dessa forma,  após preposição, não se pede SUJEITO e sim OBJETO.

O certo seria falar assim: “Professora, você poderia ensinar português para mim. Faça com que esse pedido fique entre mim e você.

NOTA EXPLICATIVA: É preciso ter atenção, porém, quando houver a presença de um verbo, pois este pede um sujeito para lhe executar. Isso implica dizer que, entre uma preposição e um verbo no infinitivo, não se usa mim (objeto) e sim eu (sujeito).

Logo, a frase correta que deveria ser dita por Vanessa é: “ … o que faço para eu aprender português? Você teria uma gramática para eu estudar?”

E à pergunta que ela me fazia, transmitiria a seguinte resposta: A Língua Portuguesa não é difícil e, sim, pouco explorada. As regras servem apenas de farol para que não façamos arbitrariedades com o nosso vernáculo. Imagine se cada um quisesse utilizar a língua do jeito que lhe conviesse? É preciso despertar um interesse pelo nosso idioma e amá-lo do seu modo: rico e brilhante.  

Diante disso, despeço-me dizendo: ”Deixe-me utilizar da própria Língua Portuguesa para eu encantar-te.”

Deixe o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *